resíduos eletrônicos

Resíduos eletrônicos são classificados como perigosos?

Os resíduos eletrônicos são provenientes dos equipamentos eletroeletrônicos. Estes equipamentos são: computadores, celulares, aparelhos de som, entre outros. Eles são compostos por: plásticos, vidro, alumínio e outros elementos químicos, por exemplo.

Entretanto, os resíduos eletrônicos podem ter mais de vinte tipos de componentes que podem ser prejudiciais à saúde e ao meio ambiente. Por exemplo: chumbo, arsênio, mercúrio, cobre, cádmio, zinco e outros metais pesados. Estes metais podem estar presentes nos aparelhos eletrônicos e, além disso, podem contaminar ambientes e indivíduos.

Quando os resíduos eletrônicos são perigosos?

Enquanto o equipamento eletrônico estiver vedado, ele não apresenta risco à saúde e nem à natureza. Portanto, computadores, televisões, impressoras e celulares podem ser utilizados em residências e escritórios sem nenhuma preocupação. O perigo acontece quando esses aparelhos tem seus componentes violados e manipulados incorretamente, por exemplo. Ademais, existe o risco de ocorrer descargas elétricas quando violados.

Em suma, esse tipo de resíduo precisa ter sua destinação final de forma correta. Eles não podem ser depositados em aterros ou jogados em algum terreno, pois contaminam solo e água e consequentemente animais. Os resíduos eletrônicos devem ser descartados em locais autorizados ou serem enviados para cooperativas preparadas para fazer sua coleta e manipulação.

Estatística e processamento dos resíduos eletrônicos

A Lei 13.576 atribui a responsabilidade para as empresas fabricantes, importadoras ou comercializadoras dos produtos tecnológicos eletroeletrônicos. Isso acontece a fim delas manterem pontos de coleta para receberem os resíduos dos aparelhos descartados.

logística reversa deve ser usada a todo tempo para esse tipo de resíduo.

Veja no quadro abaixo a quantidade aproximada de sucatas processadas anualmente:

Tipo de empresa

Fornecedor

Toneladas processadas

Gerenciadora de resíduos eletrônicos

Eletroeletrônicos

500 toneladas

Fabricante

Fabricantes e prestadores de serviços

100 toneladas

Empresa de reciclagem

Grandes empresas

2400 toneladas

Danos causados por resíduos eletrônicos

Muitas pessoas descartam incorretamente o lixo eletrônico, jogando-o em lixeiras comuns ou até mesmo misturando-o aos outros objetos de consumo, por exemplo. Dessa forma, muitos prejuízos são gerados e aplicados à natureza devido a esta má prática, causando consequências a toda a população e podendo agravar os resultados ao longo do tempo.

Vejamos por exemplo a composição de um computador:

Metal ferroso – 32 %

Plástico – 23%

Metais não ferrosos (chumbo, cádmio, berílio, mercúrio) – 18%

Vidro – 15%

Placas eletrônicas (ouro, platina, prata e paládio) – 12%

Aproximadamente 94% dos materiais contidos nos aparelhos eletroeletrônciso podem ser reciclados.

As substâncias tóxicas dos computadores e celulares

Chumbo – Prejudicial ao cérebro e ao sistema nervoso. Afeta sangue, rins, sistema digestivo e reprodutor

Cádmio – É um agente cancerígeno. Acumula-se nos rins, no fígado e nos ossos, o que pode causar osteoporose, irritação nos pulmões, distúrbios neurológicos e redução imunológica

Níquel – Causa irritação nos pulmões, bronquite crônica, reações alérgicas, ataques asmáticos e problema no fígado e no sangue

Mercúrio – Prejudica o fígado e causa distúrbios neurológicos, como tremores, vertigens, irritabilidade e depressão

Zinco – Produz secura na garganta, tosse, fraqueza, dor generalizada, arrepios, febre, náusea e vômito

A degradação de outros materiais que compõem os equipamentos eletrônicos também faz parte dos prejuízos do descarte incorreto. Entretanto, isso afeta o meio ambiente e prejudica a saúde.

Desviando os fatos que ocorrem quanto aos prejuízos do descarte incorreto do lixo eletrônico quanto à natureza, também existem alguns problemas que são causados por jogar equipamentos eletrônicos fora de forma incorreta, aplicados aos próprios indivíduos. Sendo que as mesmas substâncias químicas podem trazer uma variedade de doenças, principalmente nas pessoas que frequentam lixões para sustentar-se e sobreviver, estando misturados com o lixo doméstico.

Inline
Please enter easy facebook like box shortcode from settings > Easy Fcebook Likebox
Inline
Please enter easy facebook like box shortcode from settings > Easy Fcebook Likebox